Estresse crônico e alimentação desregrada: quebre esse ciclo vicioso

Estresse crônico e alimentação desregrada: quebre esse ciclo vicioso

Você já deve ter ouvido falar sobre os efeitos do estresse e as implicações que ele pode ter na nossa qualidade de vida. Mas você conhece também o impacto de uma rotina estressante sobre a nossa alimentação?

O estresse pode fazer com que você coma em excesso, na maioria das vezes priorizando alimentos que passam bem longe do saudável, mas também pode fazer com que percamos a vontade de comer!

Em termos fisiológicos o estresse aparece basicamente de duas formas: quando agudo, é associado a alterações físicas e psicológicas que resultam no aumento da frequência cardíaca, da pressão sanguínea e, frequentemente, também na diminuição do apetite.

Já quando os níveis de estresse se mantêm elevados (estresse crônico) acontece o aumento da produção do chamado hormônio do estresse, o cortisol, que por sua vez resulta no aumento do desejo por comida, especialmente opções mais calóricas, açucaradas e gordurosas, que trazem uma sensação temporária de prazer e bem-estar. O problema é que, quando essa sensação passa, nosso organismo quer repeti-la. E caímos assim em um círculo vicioso.

Para controlar esse processo, o autoconhecimento é importantíssimo. Devemos compreender os motivos e necessidades do nosso corpo, para assim mudar a forma como enxergamos a relação com o alimento. A boa notícia é que os meios para alcançar esse objetivo estão à sua disposição. Em caso de dúvidas, entre em contato!

By | 2019-06-19T14:16:47+00:00 junho 19th, 2019|Categories: Transtornos Alimentares|0 Comments

About the Author:

Psicóloga com formação em Psicologia Analítica, Transtornos Alimentares e Coaching.

Leave A Comment

SiteLock

Inscreva-se